Produzido por Maria Rita Beltrão – CRP 07/06553

​Os casos de COVID-19 continuam aumentando progressivamente no Brasil e no mundo. Com tantas mortes, isolamento social e ínumeras mudanças na rotina por conta desta pandemia, é comum o surgimento de sentimentos de insegurança, apreensão e ansiedade. Muitas informações chegam desencontradas e confusas, quando chegam, nos forçando a pensar formas de como nos previnir e nos proteger deste vírus. Se é difícil para nós adultos, imaginem para as crianças.
​A pandemia pode afetar a saúde mental dos pequenos. A incerteza quanto à retomada do convívio social e familiar e a retomada da escola pode ser um fator de estresse, afetando a saúde mental e o comportamento das crianças. Além disso, os filhos costumam ser sensíveis às preocupações dos pais, podendo “absorver” a angústia e a tensão dos adultos. Como vimos, as dificuldades são muitas neste momento, mas um ato simples pode ajudar a proteger a saúde mental das nossas crianças: a conversa.
​Mas como conversar com elas neste momento tão delicado para todos? Essa conversa deve ser no sentido de informar e não assustar. É importante que os pais orientem os filhos quanto aos cuidados com higiene e com a proteção. Também é recomendado que os pais dêem atenção aos medos das crianças: acolhendo-as, tranquilizando-as e esclarecendo que o vírus não é nenhum monstro, evitando dessa forma que a ansiedade se intensifique. As conversas devem ser abertas e honestas, respondendo as indagações dos pequenos e acolhendo as angústias.
​E a psicoterapia online? Funciona com a crianças também? Pode ajudar neste momento? Certamente. Ainda mais importante é manter o acompanhamento se ela já o fazia antes da pandemia. A criança já está sendo privada de tantas coisas, não tem por que privá-la do tratamento também, ainda mais quando já existia um vínculo entre ela e a sua terapeuta. Afastada de vínculos importantes (amigos, colegas, familiares) e sobrecarregada com a nova rotina, as crianças podem vir a necessitar de um acompanhamento devido ao sofrimento psíquico que essas alterações todas podem gerar na sua vida e na vida de seus familiars. Os pais também podem ser incluídos nestas consultas online para terem um suporte e orientação para auxiliarem seus filhos no enfrentamento de todas essas questões que a pandemia trouxe.