Por Agda Ferreira, Psicóloga – CRP 07/12438

A decisão de ter ou não um filho, é com certeza a mais importante na vida do casal, pois se a decisão for de ter um bebê a vida mudará de forma irreversível. A chegada do bebê traz mudanças automáticas e gigantescas na vida da mãe, do pai e de toda a família e por isso deve ser pensada com muita seriedade.

Tomada a decisão, o casal inicia as tentativas de engravidar e o tempo que levará para se ter um exame positivo de gravidez é especifico para cada dupla. Alguns casais podem engravidar na primeira tentativa, outros em três meses, outros em oito meses, mas a maioria engravida naturalmente em até um ano. Se você está dentro deste primeiro ano, relaxe e tente aproveitar esse momento a dois. Se já faz mais tempo, os especialistas sugerem procurar a ajuda de um médico especializado.

Segundo o site BabyCenter, se acredita que de cada seis casais, um tenha dificuldade para engravidar, já outras fontes falam que há dificuldade para um casal a cada dez; ou seja, é uma questão bem comum, mas que não diminui o sofrimento e a dor do casal.

Existem várias causas físicas para infertilidade e tem alguns casos que não há explicação fisiológica para isso, o que é chamado de infertilidade sem causa aparente.

Nossa mente e nosso corpo andam sempre juntos. Se estivermos mais frágeis emocionalmente, a defesa do corpo baixa e ficamos doentes. Quanto mais eu trabalho com meus pacientes e estudo, mais acredito que nosso inconsciente tenha uma enorme influência em nós. Os fatores psicológicos sempre estão presentes, mas muitas vezes não damos a devida importância a eles.

Vocês devem conhecer, ou com certeza já ouviram falar de casais que tentaram engravidar, não conseguiram, então adotaram uma criança, e após se tornarem pais, a mulher engravidou de forma natural. Porque isso pode ocorrer? Possivelmente porque algo no inconsciente estava bloqueado e destrancou após a vivência da maternidade e paternidade.

Notem que não estou falando apenas da maternidade, pois acredito que os bloqueios inconscientes também possam vir do inconsciente do casal e não apenas do intrapsíquico individual.

Para que ocorra a fertilização é necessário que o espermatozóide encontre e entre no óvulo, mas porque não podemos pensar que é necessário que ocorra um encontro mais amplo? O encontro dos desejos do casal? O encontro do amor? O casal precisa estar em sintonia. Alguns casais fazem tratamento, são dados como férteis e mesmo assim não conseguem engravidar.

Muitos conflitos psíquicos podem acabar levando à dificuldade em engravidar: conflitos inconscientes com a família de origem, traumas vivenciados e guardados em segredo pela geração anterior, fantasias de não merecimento da maternidade, e muitos outros. Tudo está em movimento dentro nós, o tempo todo.

Então, assim como procuramos médicos para as dores físicas, porque não podemos procurar um psicólogo para as dores emocionais? Psicoterapia pode melhorar muito nossas vidas e pode, sim, ajudar a desbloquear muitos conflitos doloridos e escondidos dentro de nós…